Como estimular a comunicação “face a face”?
Patricia Bispo (do site RH.com.br)

Muitas empresas já passaram por grandes dificuldades e até mesmo "fecharam as portas" por não saberem lidar com determinados momentos de crise. E isso, por sua vez, ocorreu porque parte dessas organizações deixaram de lado um fator indispensável à sobrevivência no mundo corporativo: a existência de uma comunicação interna clara e acessível aos colaboradores.

Hoje, comunicar bem se tornou um dos fatores indispensáveis para quem deseja manter-se competitivo e acompanhar os constantes processos de mudanças. Dentre as alternativas de comunicação corporativa, apesar dos avanços tecnológicos, uma continua sendo utilizada e dificilmente será deixada de lado - a comunicação "face a face", onde as pessoas reforçam a chance de proximidade, de integração. Confira logo abaixo, algumas considerações que certamente fortalecerão a comunicação interna na sua empresa.

Presença da liderança

1 - A participação dos líderes é indispensável na comunicação face a face. Afinal, são eles que estão constantemente com as equipes e têm a oportunidade de conhecer a personalidade, as competências e o potencial de cada profissional.

2 - É fundamental contar com a colaboração dos líderes nesse processo. A presença do líder na comunicação "face a face" dá mais credibilidade à informação repassada aos colaboradores, além de ser uma forma de valorizar o funcionário uma vez que ele está diante do porta-voz oficial da empresa.

3 - Através do líder, a possibilidade de surgirem rumores ou boatos que prejudiquem a organização diminui, já que os colaboradores tomam conhecimento das "novidades", através de uma fonte confiável e que representa a empresa.

Na prática

1 - A comunicação "face a face" é viável para todo tipo de organização, pois é rápida, eficaz e barata, já que não exige investimento como outros canais que disseminam informações. Pode ser realizada em grupo ou com apenas um profissional, quando a situação exigir.

2 - Para incorporar a "face a face" adquira o hábito de promover reuniões periódicas entre líderes e liderados, com tempo de duração determinado. Em 15 minutos, é possível realizar um processo eficaz.

3 - Nos encontros, onde serão repassadas informações aos colaboradores é preciso que alguém conduza o processo e a pessoa mais indicada a exercer esse papel é o líder.

4 - Prepare um roteiro antecipadamente. Para que a comunicação seja eficaz, o líder deve conhecer o assunto que será apresentado. Isso permite agilidade e torna o contato mais estimulante.

5 - Saber escutar é tão relevante quanto o ato de falar. Por isso, reserve alguns minutos para que os participantes tenham a chance de apresentarem dúvidas, sugestões e críticas.

6 - Se no momento do encontro não for possível dar um feedback ao grupo, em relação a determinada questão, assegure que isso ocorrerá na próxima oportunidade.

7 - Mesmo que um encontro seja aparentemente "rápido", é possível que o gestor identifique a visão dos profissionais em relação às práticas adotadas pela empresa.

Relacionamento interpessoal

1 - Dentre as vantagens da comunicação "face a face" está a oportunidade de estreitar a distância entre as pessoas e de se fortalecer o relacionamento interpessoal.

2 - Uma vez estimulado o relacionamento interpessoal, consequentemente a capacidade de dar e receber feedback, de se criar uma relação de confiança entre as pessoas tende a aumentar.

3 - O relacionamento interpessoal possibilita ainda que as pessoas pratiquem o discurso e tenham coerência na apresentação das suas ideias e sugestões ligadas ao dia-a-dia corporativo.

O comportamental

Existe um velho ditado que diz: "O que os olhos não vêem, o coração não sente". Essa "afirmação" é extremamente válida no meio corporativo. A comunicação "face a face" permite que:

1 - Seja observado o clima organizacional.

2 - A presença ou não do espírito de equipe ou de camaradagem entre os profissionais.

3 - O grau de integração entre os membros de uma equipe.

4 - A existências de conflitos.

5 - Identificação de determinados comportamentos como, por exemplo: assertividade, criatividade, tendência à liderança, flexibilidade, resistência a mudanças, entre outros.

Palavras-chave: | comunicação interpessoal |


<< voltar
 
Porto Alegre, 23 de novembro de 2014

     

 
   
    Agência Ready - Otimização de Sites